Benefícios dos óleos

Óleo de Castanha do Caju para que serve? como tomar, benefícios e malefícios

castanha de caju é um alimento muito popular em algumas regiões do mundo. As castanhas são colhidas do cajueiro (Anacardium occidentale), uma árvore tropical nativa do Brasil.

Este óleo é derivado do método de prensagem a fria usando as sementes da árvore do cajueiro. Suas raízes vêm do Nordeste do Brasil e têm sido usadas não apenas para fins medicinais, mas também em produtos de beleza.

A castanha de caju é indígena do Brasil, no entanto, agora é capaz de encontrar crescimento em várias regiões exóticas em todo o mundo, incluindo Índia, África e partes da Ásia.

A porca feita por esta árvore está localizada no fundo da fruta doce da árvore, conhecida como maçã de caju. É apenas uma porca extremamente popular em todo o mundo, no entanto, é, além disso, um pouco mais dispendioso do que outros tipos de nozes.

A Fruta Caju:

Óleo de Castanha do Caju para que serve? como tomar, benefícios e malefícios

O caju é a parte comestível na forma crua e fresca. Bem carnudo e suculento, apresenta variedades nas cores amarelo, rosado ou vermelho. Exótico no preparo de sucos é rico em Vitamina C e Ferro.

Seu mel, resultante do suco evaporado em tacho de cobre até a consistência de um melado escuro, é ideal para tratar astênicos e doentes. De suas fibras, (resíduo/bagaço após extração do suco), ricas em aminoácidos e vitaminas, misturadas com temperos, é feita a “carne de caju”.

Fruto nativo dos tabuleiros e dunas do Brasil, sempre vizinho ao mar, gosta de solo arenoso, clima quente e úmido. Seu cultivo é bastante comum no nordeste brasileiro, com destaque para os maiores produtores: Ceará, Rio Grande do Norte e Piauí, nesta ordem.

Quando viajei de ônibus de Fortaleza até Natal no Rio Grande do Norte, nunca imaginei ver tanto pé de caju. Foi uma experiência impressionante: 550 km com plantações de caju dos 2 lados da estrada. E pensar que praticamente todo aquele caju apodrece no chão, pois o interesse econômico é a castanha de caju.

O cajueiro foi levado pelos portugueses do Brasil para a África e a Ásia. Em Goa (cidade litorânea da Índia), o cajueiro chegou no século XVIII para a estabilização de taludes e para resolver problemas de erosão.

Castanha de Caju:

Hoje a castanha de caju é comum em todas as regiões do planeta onde exista um clima suficientemente quente e úmido, distribuindo-se por mais de 30 países. Os cinco maiores produtores são o Vietnã (941.600 toneladas), a Nigéria (636.000 toneladas), a Índia (573.000 toneladas), o Brasil (236.140 toneladas) e a Indonésia (122.000 toneladas), responsáveis por mais de 80% da produção mundial.

O fruto propriamente dito é duro e oleaginoso, podendo ser consumido somente após passar por um processo onde é cozido (não torrado) e separado da sua casca.

A castanha possui uma casca dupla contendo uma toxina: o uruxiol (também encontrada na hera venenosa), um alergênico que irrita a pele. Por isso a castanha deve ter sua casca removida somente por quem conhece este processo, jamais domesticamente. As castanhas vendidas como “cruas”, na verdade foram cozidas para serem extraída. , mas não torradas.

Processo de Retirar a Casca da Castanha de Caju:

As operações envolvidas no processamento da castanha de caju são basicamente o cozimento (regionalmente chamado de ASSAR), a secagem, o corte, a quebra e retirada da casca, a classificação, a fritura (*) e a embalagem.

No nordeste brasileiro, a maioria das grandes empresas que processam a castanha de caju trabalham com o processo mecanizado, enquanto que as pequenas e médias empresas utilizam sistema manual ou semi-mecanizado.

A principal diferença entre o sistema mecanizado e o manual reside no processo de quebra e retirada da casca. No mecanizado, a castanha é imersa em LCC (líquido da casca da castanha) aquecida a 200°C e posteriormente quebrada por força centrífuga contra um anteparo metálico, ou seja, praticamente sem utilização de mão-de-obra.

No processo manual a castanha depois de autoclavada é resfriada e quebrada, uma a uma, em máquina acionada manualmente. O índice de amêndoas inteiras no sistema mecanizado é de 55 a 60%, enquanto que no sistema manual este índice é cerca de 80%.

Como Consumir a Castanha de Caju:

No geral, as castanhas de caju podem ser consumidas apos o processo de torramento como vimos acima, e também são ótimos acompanhamentos para qualquer situação.

1. Podem ser utilizadas como petiscos, inseridas – inteiras ou picadas – dentro de bolos, pães, biscoitos caseiros ou para incrementar saladas.

2. Podem ser usadas como substitutas de pinoles (em caso de molhos pesto), e porque não na nutella feita em casa?

3. Também é possível fazer o leite de castanha de caju:

Coloque uma xícara de castanhas de caju de molho por 8 horas cobertas por água (dois dedos). Escorra, lave e bata no liquidificador por um minuto com 3 copos e 1/2, americanos, de água. Coe em uma peneira fina e conserve na geladeira por até dias conservado em recipiente de vidro. Pode substituir o leite de vaca em qualquer receita.

Valor Nutricional do Óleo da Castanha de Caju:

Assim como outras nozes, as castanhas de caju são boas fontes de energia e são ricas em antioxidantes, carboidratos, açúcares, proteínas, gorduras, fibras alimentares, vitaminas do complexo B, vitamina C e minerais. alimento é rico em triptofano.

Contendo também, riboflavina e a tiamina, gorduras monoinsaturadas reduzem os níveis de triglicérides, Proteínas, Fibra, Gorduras: ácidos graxos poli-insaturados (Ômega-3 e Omega-6), ácidos graxos monoinsaturados (Omega-9) e ácidos graxos saturados (palmítico, esteárico, entre outros), Zinco, Ferro, Fósforo, Potássio, Magnésio, Manganês, Sódio e Cobre. Então, confira agora Os 20 Benefícios do Óleo de Castanha de Caju Para Saúde:

Benefícios do Óleo de Castanha de Caju Para Saúde:

1. Promove uma Boa Digestão:

Uma boa digestão é fundamental, por isso, o consumo de Óleo de Castanha de Caju pode auxiliá-los a garantir que as refeições sejam digeridas de forma correta e em períodos regulares, prevenindo também doenças relacionadas ao trato digestivo.

Óleo de Castanha do Caju para que serve? como tomar, benefícios e malefícios

2. Controla a Pressão Arterial:

O Magnésio presente no Óleo de Castanha de Caju pode ajudar a manter a pressão sobre controle, evitando que ela se eleve, prejudicando a saúde.

3. Promove a Saúde do Coração:

Pesquisas mostram que a ação de antioxidante oferecida pelo Óleo de Castanha de Caju, reduzem o risco de doenças cardiovasculares.

4. É Rico em Antioxidantes:

Rico em vitamina E, o Óleo de Castanha de Caju tem uma alta quantidade de propriedades antioxidantes. Isso ajuda na prevenção de diferentes tipos de câncer e outras doenças fatais. Também ajuda a melhorar o poder imunológico do seu corpo.

5. Ajuda no Controle do Colesterol:

Faça do Óleo de Castanha de Caju um ingrediente da sua dieta, pois é rico em ácidos graxos monoinsaturados, como ácido oleico e ácido linoleico. Isso ajudará a diminuir seu nível de colesterol LDL e manterá o coração saudável.

6. Alivia os Sintomas da Menopausa:

Óleo de Castanha de Caju também ajuda a proporcionar um bom sono para as mulheres que estão na fase da menopausa, além de amenizar vários outros sintomas.

7. Ajuda no Fortalecimento dos Ossos:

Óleo de Castanha de Caju é encontrado em regiões climáticas tropicais e é rico em Magnésio e cálcio. Dessa forma, o Óleo de Castanha de Caju ajuda na manutenção de ossos e dentes.

8. Promove a Saúde dos Cabelos:

Os ingredientes que desempenham esse papel fundamental são a vitamina E e os ácidos graxos insaturados presentes no Óleo de Castanha de Caju, que deixam o cabelo com mais brilho, além de evitar problemas fúngicos no couro cabeludo.

9. Retarda o  Envelhecimento Precoce:

Por ser rico em vitamina E, o Óleo de Castanha de Caju desempenha um papel vital no processo de antienvelhecimento. Portanto, o Óleo de Castanha de Caju tornou-se um importante ingrediente nos produtos antienvelhecimento.

10. Caju Para Tratar Infecções: 

Você sofre de infecções de pele ou verrugas? Quer experimentar um remédio caseiro? Aplique o Óleo de Castanha de Caju na área infectada, pois, esse óleo tem a capacidade de tratar infecções fúngicas.

11. Saúde da Pele: 

Aplique o Óleo de Castanha de Caju regularmente para manter a sua pele hidratada. Isto é atribuído à presença abundante de umidade e nutrientes no Óleo de Castanha de Caju.

12. Circulação Sanguínea: 

Óleo de Castanha de Caju possui propriedades que são capazes de estimular a circulação sanguínea quando aplicado externamente.

14. Amenizar as Contusões: 

Óleo de Castanha de Caju é eficaz na redução da aparência de contusões. A aplicação diária do Óleo de Castanha de Caju em contusões pode melhorar significativamente esta condição.

15. Combate da Depressão: 

Além de seus usos medicinais, o Óleo de Castanha de Caju é benéfico para aliviar sentimentos de depressão e angústia emocional. O Óleo de Castanha de Caju é frequentemente usado para restaurar o equilíbrio emocional e proporcionar uma sensação de tranquilidade.

Outros Benefícios do Óleo de Castanha de caju:

  • Ameniza a aparências das contusões;
  • Combate a depressão;
  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Promove a saúde da pele;
  • Combate infecções;
  • Combate o envelhecimento precoce.

Óleo de Castanha do Caju para que serve? como tomar, benefícios e malefíciosMalefícios do Óleo da Castanha de Caju:

A anafilaxia é uma alergia comum causada por castanha de caju. A reação pode variar de dificuldade respiratória, dor no abdômen, vômitos, diarreia para urticária. A anafilaxia é causada principalmente devido ao composto químico urushiol presente em conchas, castanha e maçãs de caju.

As castanhas de caju podem causar inchaço do rosto e outras áreas do corpo.

Outros efeitos colaterais comuns do excesso de consumo de castanha de caju são os vômitos e a diarreia, que são a reação natural do organismo para eliminar as impurezas. Se não for tratada, pode causar desidratação.

Técnico em informática, Cursando Sistema em informação, hábil em seo, estrutura de dados, e apaixonado por musculação, boa alimentação e bem estar. Buscando sempre informação de forma segura com profissionais qualificados no assunto.

2 comentários

  • […] com talos verdes e ocos, folhas compostas e bem divididas e flores amarelas que se transformam em castanhas curvas e […]

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.