Isotiocianatos – O que é, Benefícios e Excesso

Revisado por

NUTRIÇÃO - CRN6-MA 16199

Isotiocianatos – O que é, Benefícios e Excesso que muitos ainda não conhecem. Além disso, os Isotiocianatos (ITCs) são compostos formados a partir dos Glicosinolatos por ação da enzima mirosinase. Esta enzima está presente principalmente nos vegetais crucíferos.

Isotiocianatos

Lista dos principais vegetais crucíferos:

Atualmente existem mais de 20 Isotiocianatos descritos na literatura, sendo que a sua quantidade em cada alimento varia muito entre os vegetais estudados. O consumo de ITCs por meio da dieta tem sido relacionado com a redução do risco de diversos tipos de câncer, incluindo pulmão, esôfago, mama, próstata, fígado, intestino delgado, cólon e bexiga.

Eles sugerem seu uso para a prevenção de câncer ou como agente que pode contribuir com o tratamento antineoplásico.

Outros Isotiocianatos que vem ganhando destaque são o Isotiocianato de Benzila (BITC), encontrado no mamão, e o Isotiocianato de feniletila (PEITC), presente no agrião, que também possuem propriedades que impedem o crescimento desordenado de células cancerígenas.

Apesar do avanço nos estudos sobre os Isotiocianatos ainda são necessárias mais evidências para estabelecer recomendações específicas com relação a prevenção e tratamento do câncer, por meio do consumo de alimentos fontes desses compostos.

Excesso:

Alguns alimentos podem ter ação bociogênica se consumidos em excesso, ou se a pessoa tem uma ingestão de iodo baixa. Na realidade, é quase impossível consumir crucíferos suficientes para prejudicar a tireoide.

Os 40 Benefícios do Chá Oolong Para Saúde

Os 20 Benefícios do Chá de Goji Berry Para Saúde