Benefícios do Chás

Chá de Labaça – Origem, Benefícios e Como Usar!

cha de labaça

Chá de Labaça – Origem, benefícios e Como Usar aprenda agora, sobre todos os benefícios desse chá para saúde. Além disso, comum na região Sul do país, a labaça é uma planta que pertence à família das Poligonáceas. Assim como acontece com tantos outros exemplares da flora mundial. O Chá de Labaça planta também possui propriedades curativas, extraídas a partir do uso das raízes e das folhas. Porém, antes de incluí-la no tratamento é bom que o médico seja consultado.

cha de labaça

Dependendo do local onde é encontrada, a labaça pode ser conhecida por vários outros nomes, a exemplo de azeda-graúda, consólida-brava e confrei-bravo. Ela é uma espécie de pequeno porte, chegando a atingir até um metro de altura.

Suas folhas envolvem o caule e estão reunidas em cachos, nascendo nas extremidades dos ramos. O fruto contém uma única semente e é protegido por três sépalas internas do cálice.

Na medicina natural, a parte da planta utilizada são as raízes e as folhas, porém, depois de secas. Através do seu efeito depurativo, a planta pode ser usada como desintoxicante hepático, estimula a produção do suco biliar, regularizadora das funções intestinais e como laxante.

O Chá de Labaça também é eficaz contra afecções da pele, pruridos, dermatites, eczemas e erisipelas. Ela ainda repõe os sais minerais perdidos pelo corpo.

Chá de Labaça Origem:

A planta labaça crespa, de nome científico rumex crispus, é na verdade uma erva daninha bastante comum nas beiras de estradas. Originária da Europa e da Ásia Ocidental, a planta encontra-se nos dias atuais naturalizada em diversas regiões do mundo.

Passando pela América do Norte, América do Sul, Nova Zelância e Austrália, por exemplo. Desenvolve-se bem em regiões mais úmidas, como é o caso de relvados e lameiros, assim como as outras plantas da mesma família.

Suas raízes bastante profundas removem do solo o ferro e outros minerais, sendo altamente indicada como medicamento natural para casos de anemia com deficiência de ferro e preparação de infusões como Chá de Labaça.

Rumex é um gênero que apresenta aproximadamente 200 ervas anuais, bienais e perenes, incluindo não apenas a rumex crispus, mas muitas outras. A palavra “rumex” vem do latim e significa “lança”, remetendo ao formato das folhas, além da palavra “Crispus”, que também do latim significa “ondulado”, também fazendo referência às folhas.

Benefícios do Chá de Labaça Para Saúde:

Além de as raízes serem altamente indicadas para casos de anemia ferrosa, o Chá de Labaça pode ser usado no tratamento de acne, câncer, convalescença, constipação, desintoxicação por metais pesados, eczema, enfisema, doenças venéreas e urticária.

O Chá de Labaça pode tratar também a sarna, psoríase, lombrigas, laringite, icterícia, glândulas inchadas, estafilococo, além de muitos outros benefícios. Pode ser usada na medicina popular como uma forma de melhorar o funcionamento dos rins, do fígado, das glândulas linfáticas e do intestino. É usada para eliminar poluentes, desintoxicando o corpo.

O Chá de Labaça é considerado um desintoxicante do organismo. Graças as suas propriedades especiais é indicada para melhorar a função dos rins, glândulas linfáticas, fígado e até do intestino, ao mesmo tempo que ajuda no processo de limpeza natural do corpo.

Já foi usada para auxiliar a eliminar poluentes do organismo, inclusive metais pesados, como o arsênico. Também ajuda a eliminar o excesso de ferro armazenado no fígado, enquanto o deixa mais disponível para realizar outras funções importantes para o organismo.

Seus usos mais habituais são para casos de anemia, intolerância a gorduras, deficiência na absorção de vitaminas, artrite, gânglios linfáticos inflamados, diarreias derivadas de intoxicação alimentar, e diversas doenças da pele, como eczemas, acnes e erupções cutâneas.

O Chá de Labaça age como adstringente, laxante, febrífugo, purgantes, tônico sanguíneo, antibacteriano, colagogo (que aumenta a quantidade de bile no fígado) e adstringente. A Rumex crispus é composta de taninos, resinas, oxalatos, ferro e glicosídeos de antraquinona.

Chá de Labaça Como Usar:

Depois de conhecer um pouco mais sobre a labaça, chegou a hora de aprender a preparar o Chá de Labaça. Lembrando que essa é uma das mais usadas formas de tratamento entre os pacientes. Para isso você vai precisar de 200 ml de água filtrada e uma colher de sopa de raiz fatiada.

Primeiro, coloque a água para ferver. Assim que ela atingir o ponto de ebulição, acrescente a raiz da labaça e deixe ferver por cerca de cinco minutos. Desligue o fogo e deixe o recipiente tampado por cerca de 10 minutos. Passado esse tempo, retire a raiz e a bebida está pronta para ser ingerida. A indicação é de que o consumo diário não ultrapasse as três xícaras, sempre antes das principais refeições.

cha de labaça origem

Cuidados e Contraindicações do Chá de Labaça:

O consumo das partes frescas da planta pode acarretar no aparecimento de náuseas e até episódios de vômitos. Além do mais, ela também irrita as mucosas. Os pacientes que apresentam irritação biliar, renal ou cálculos formados pelo oxalato de cálcio devem evitar a planta.

Não há relatos de estudos sobre sua farmacocinética e usos entra as mulheres grávidas. Porém, é bom ficar alerta a esse ponto nos três primeiros meses da gestação. Para evitar qualquer problema, leve sempre em consideração à procura por um médico.

Sou graduada em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal do Piaui (UFPI), com pós graduação em Fármaco e Medicamentos pela Universidade de São Paulo (USP) mestrado também pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Tecnologia Bioquímica Farmacêutica e Doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Farmácia Fisiopatologista e Toxicologia. Atualmente Trabalho na área de Análise Clinicas, e tambèm atuo no Instituto de Pesquisa de Ciência, tecnologia e Qualidade (ICTQ) e exerço a função de Editor no site "Dr. Saúde".

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.