Benefícios das Plantas

Manacá-de-Jardim é bom para quê? para que serve, benefícios e malefícios

Manacá de Jardim De nome científico Tibouchina mutabilis, contém muitos benefícios e nutrientes que ajudam na saúde do corpo.

A planta Manacá de Jardim é originária do Brasil e pertence à família das Melastomataceae.

Também conhecida como manacá da serra, cuipeuna, jeratacaca, cangambá, eratataca, managá e manacá da serra anão, a planta é uma árvore de porte variável podendo ficar entre 2 e 4 metros de altura, normalmente.

Quando é multiplicada por meios vegetativos, ela não ultrapassará os 3 metros de altura.

Manacá-de-Jardim é bom para quê? para que serve, benefícios e malefícios

As folhas do Manacá de Jardim são ovais e as flores normalmente são solitárias. Seu fruto é uma cápsula semilenhosa que possui muitas sementes. Suas flores são mutáveis tendo, inicialmente, uma coloração branca, depois roxa em tons claros e posteriormente roxa em tons escuros, sendo que se formam normalmente no inverno.

Essa planta pode ser cultivada isoladamente ou em grupos, e reproduz-se por sementes ou pode ser multiplicada por estacas.

Benefícios do Manacá-de-Jardim:

A planta possui propriedades medicinais que podem ser usadas em tratamentos fitoterápicos, mas sempre com acompanhamento médico. Suas ações são como purgativo, diurético, emenagogo, antivenéreo, antissifílico e antirreumático. Pode ser usada no tratamento de reumatismos, artrites, afecções inflamatórias, dores, cólicas menstruais, cãibras, febres, gripes, resfriados, doenças venéreas, agindo ainda como tônico e depurativo do sistema linfático.

História do Manacá-de-Jardim:

O manacá-de-jardim é usado pela população indígena e ribeirinha dessas regiões há centenas de anos. Seu nome – tupi – faz alusão a uma jovem de rara beleza, Manacán. Seu uso tanto é medicinal quanto mágico. O decocto dessa planta faz parte do Chá Ayahuasca, usado per xamãs e curandeiros; Foi muito usado no tratamento das DST, recebendo per isso o nome de mercúrio-vegetal- inicialmente, o tratamento das doenças venéreas era feito à base de mercúrio.

Chá de Manacá-de-Jardim:

Uma das formas mais comuns de empregar o Manacá de Jardim no tratamento de algumas das doenças citadas acima é através do preparo do chá. Para isso você vai precisar de 200 ml de água filtrada e uma colher de café de raiz seca. Coloque a água para ferver, em seguida acrescente a parte da planta e desligue o fogo.

Com ajuda de uma tampa, deixe a mistura esfriar por cerca de 10 minutos. Esse tempo é necessário para que a planta libere todas as suas propriedades na bebida. A indicação é que o consumo do chá de Manacá de Jardim  seja ingerido entre duas a três vezes ao dia. Porém, é bom consultar o médico antes.

Consuma sempre antes das refeições e não adoce com açúcar. Caso achar necessário adoçar, o faça com pequenas quantidades de mel.

Posologia:

Adultos: 2 a 4ml de tintura divididos em 2 doses diárias, diluídos em água; 19 de raiz seca ou 2g de raiz fresca (1 colher de café para cada xícara de água) em decocto; cápsulas: 1 g 2 vezes ao dia

Malefícios e Contraindicações:

O Manacá-de-Jardim pode apresentar alguns efeitos colaterais quando consumida, como o aumento do número de evacuações, ou ainda diarreia pastosa em intestinos com tendência. Pode acarretar ainda um quadro de sensibilização a salicilatos e alterações na coagulação sanguínea.

Manacá-de-Jardim é bom para quê? para que serve, benefícios e malefícios

Em caso de superdosagem, o consumo do Manacá de Jardim pode causar salivação excessiva, vertigem, anestesia geral, paralisia parcial da face, edema da língua e visão embaçada. Quando acontecer a ingestão de altas doses, procure um médico que deverá, além das medidas usuais para intoxicação, deverá fazer um tratamento sintomático e monitoramento de funções.

O medicamento pode apresentar interação medicamentosa, potencializando a ação da aspirina e anti-inflamatórios. Procure orientação médica antes de consumir, pois existem ainda diversas interações.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

1 comentário

  • […] tolerante a geadas. As fertilizações bimestrais durante o crescimento vegetativo estimulam o desenvolvimento de uma folhagem brilhante e […]

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.