Benefícios das Plantas

Peiote – Origem, Benefícios e Como Usar!

Peiote

Peiote – Origem, Benefícios e Como Usar de maneira correta. Além disso, o Peiote (Lophophora williamsii) é um cacto medicinal também conhecido como mascalito (referência à substância mescalina encontrada no cacto), peyote, peyotl, pellote, dentre outros nomes populares. Inclui o sinônimo botânico Lophophora diffusa. Pertence à família Cactaceae.

Peiote

O Peiote é um pequeno cacto rico em propriedades medicinais nativo do sudoeste dos Estados Unidos (cresce no Novo México e Texas) e região central do México. Povos indígenas da região já utilizavam o Peiote há aproximadamente 7 mil anos e os astecas consideravam a planta sagrada.

Atualmente, o Peiote ainda é usado de forma religiosa por povos indígenas mexicanos, sobretudo em cerimônias espirituais, vez que possui propriedades alucinógenas.

Além disso, possui inúmeras outras propriedades, inclusive ação analgésica, anti-reumáticas, revigorantes e tônicas.

Propriedades do Peiote:

O Peiote é usado como medicamento natural para combater bactérias resistentes à penicilina, devido às suas propriedades antibióticas. Também é usado em casos de asma, artrite, diabetes, distúrbios intestinais, dores de dente, dor de garganta, febre, feridas, fraturas, gripes e resfriados, histeria, neurastenia, dentre outras afecções.

O cacto aumenta o nível de prolactina (hormônio secretado pela adenoipófise e que tem como principal função estimular a produção de leite pelas glândulas mamárias e o aumento das mamas). Da mesma forma, auxilia na produção do GH (hormônio do crescimento).

Benefícios do Peiote:

A dose eficaz para a mescalina é de 300 a 500 mg (equivalente a aproximadamente 5 gramas do Peiote seco) e os efeitos duram aproximadamente de 10 a 12 horas. Quando combinado com o lugar e o ambiente apropriados, o Peiote é levado a um estado de introspecção profundo, descrito como sendo de uma natureza espiritual. Às vezes, esses podem ser acompanhados por ricos efeitos visuais ou auditivos (tipo sinestesia).

A menos que a experiência aconteça em um contexto cerimonial conduzido por um “peyotero” com muita experiência, similar a um xamã, recomenda-se, para a segurança, que o usuário esteja acompanhado em todas as vezes por alguém que não tenha utilizado a mesma dose.

Essa pessoa é consultada como se fosse um “guia” de viagem. Apesar de que vem sendo estudado por médicos e psicólogos desde finais do século XIX, a exemplo de Havelock Ellis (1859 – 1939), experiências psicoterapêuticas utilizando seus alcalóides ou rituais ainda estão em fase experimental.

História e Curiosidades Sobre o Peiote:

O Peiote é um cacto que demora cerca de 13 anos para conseguir germinar sua primeira flor. Desta forma, se encontra ameaçado extinção no meio selvagem. O nome de gênero, Lophophora, é referência as cristas do cacto.

Peiote beneficios

É amplamente usado na América Central pelos índios Cora, Huichol, Tarahumura, Tepecano e Yaqui. O peyote foi popularizado no romance “As Portas da Percepção” (The Doors of Perception), publicado em 1954 pelo escritor Aldous Huxley.

A Lophophora williamsii pode alcançar a altura máxima de 7 centímetros e diâmetro máximo de 12 centímetros. Cresce bem rente ao solo e seu formato é semelhante ao de uma esfera achatada.

Não possui espinhos e suas flores são rosas ou brancas, sendo que as vezes apresentam uma leve tonalidade amarelada ou avermelhada. As abrem durante o dia e podem alcançar 2,4 centímetros de altura por 2,2 centímetros de diâmetro.

Os frutos são carnudos e possuem cerca de 2 centímetros de comprimento. Quando maduros, ficam com a cor castanha. Suas sementes são pretas e pequenas alcançando 1,5 milímetros de comprimento por 1 mm de largura.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.