Chá de Vinca Menor – Origem, Benefícios e Como Usar!

Saiba Mais Sobre o Chá de Vinca Menor – Origem, Benefícios e Como Usar!

Revisado por

Bioquímica Farmacêutica pela USP

Especialista do Dr. Saúde

Chá de Vinca Menor – Origem, Benefícios e Como Usar aprenda agora, sobre todos os benefícios desse chá para saúde. Além disso, conhecida no passado como “violeta das bruxas”, a vinca tem qualidades que vão além das poções do amor. De flores rosas ou brancas, essa planta que brota espontaneamente em qualquer punhado de terra.

Essas e outras propriedades lhe garantiram um lugar de destaque na indústria farmacêutica, que a emprega na composição de centenas de medicamentos. Entre as muitas substâncias medicinais da vinca estão a vincristina e a vindesina, usadas na produção de remédios contra a leucemia juvenil.

cha de vinca menor beneficios

A Vinca é uma planta medicinal, também conhecida como Boa-noite ou Unha-de-gato, muito utilizada no tratamento de problemas circulatórios. O seu nome científico é Vinca rosea e pode ser comprada em lojas de produtos naturais ou farmácias de manipulação.

A folhagem é ramificada na base e suas folhas são ovaladas, com nervura central mais clara. Suas flores possuem coloração diversa, podem ser vermelhas, roxas, brancas, azuis, ou amarelas, seus constituintes químicos mais notáveis são os alcaloides e fenólicos, responsáveis pela ação anti-oxidante e controle do fluxo sanguíneo. As partes da planta que possuem tais agentes são as pétalas e sementes.

O Chá de Vinca Menor é capaz de dilatar os vasos sanguíneos coronários e periféricos. O alcaloide vincamina, é administrado para tratar arteriosclerose (processo de endurecimento, perda de elasticidade e espessamento progressivo das paredes das artérias). O Chá de Vinca Menor também é eficaz no tratamento de hemorragias nasais, hemorragias internas e menstruação em excesso.

A vinca de Madagáscar contém vimblastina e vincristina, substâncias que possuem atividade antitumor e são usadas na medicina alternativa para o tratamento de tumores cancerosos, Doença de Hodgkin e leucemia infantil. O alcaloide bisindólico das folhas, quando extraído e purificado, é utilizada no tratamento complementar de diabetes e vários tipos de câncer.

Origem do Chá de Vinca Menor:

O nome da planta Vinca Menor, é derivado de uma palavra que significa “para superar”, e ele tem sido usado desde os tempos medievais como uma erva medicinal para tratar uma grande variedade de problemas de saúde.

A Vinca Menor ou vinca-de-gato é conhecida como a base para vários fármacos anti-cancerígenos de prescrição que foram desenvolvidos há várias décadas. No entanto, a utilização destes medicamentos é limitada por efeitos secundários graves.

Chá de Vinca Menor são utilizadas medicinalmente. Vincamina é um composto ativo na planta, e uma versão semi-sintética chamada vinpocetina tem sido utilizada em estudos científicos.

O Chá de Vinca Menor pode ser tomado em doses de 1 a 2 ml três vezes por dia. Um chá feito através da infusão de 1 colher de Chá de Vinca Menor adicionada por entre 10 a 15 minutos em um copo de água fervente pode ser tomado três vezes ao dia.

Propriedades do Chá de Vinca Menor:

Suas propriedades incluem ação adstringente, calmante, laxativa, digestiva, anti-inflamatória e depurativa. É muito útil no tratamento de inflamações nos olhos, nos rins e no útero, para desinfetar ferimentos, tratar prisões de ventre, ansiedade, nervosismo, tosse, dores de garganta e bronquite, além de ser usada para limpeza de pele.

Benefícios do Chá de Vinca Menor Para Saúde:

Os benefícios da vinca para a saúde não são novidade para africanos, indianos e antilhanos, que cultivam a espécie em escala industrial. Tanto as folhas quanto as flores são usadas para diminuir a febre, tratar caspa e regular a hipertensão.

Seu cultivo, aliás, não poderia ser mais fácil: ela aprecia sol e solo enriquecido com composto orgânico, mas consegue crescer mesmo em ambiente sombreado, desde que tenha a terra mantida sempre úmida e fértil. Aliás, se desenvolve tão bem em nosso clima que costuma ser relacionada como planta invasora dada a alta taxa de germinação de suas numerosas sementes.

Como acontece com todas as plantas medicinais, procure acompanhamento médico antes de usar a vinca como remédio, uma vez que essa “farmácia natural” é tóxica. Justamente por isso, não deixe que crianças e animais de estimação tenham contato com a planta, pois a ingestão de suas folhas e flores sem o devido preparo pode ser perigosa.

Chá de Vinca Menor auxilia no tratamento de:

  • Ansiedade
  • Arteriosclerose
  • Danos cerebrais
  • Demência
  • Dermatite
  • Diabetes
  • Diarreia
  • Dismenorreia
  • Doença de Hodgkin
  • Dor de cabeça
  • Dor de garganta
  • Eczema
  • Feridas
  • Hemorragia interna
  • Hemorragias nasais
  • Hemorroidas
  • hipertensão
  • Leucemia
  • Perda de audição

Como Usar o Chá de Vinca Menor:

O chá de vinca menor, ao ser consumido no máximo três xícaras durante o dia, pode proporcionar inúmeros benefícios para à saúde.

INGREDIENTES:

  • 1 colher de vinca seca;
  • 200 ml de água.

MODO DE PREPARO:

  • Coloque a água em uma panela e leve ao fogo;
  • Quando a água entrar, desligue o fogo;
  • Coloque a vinca seca na água;
  • Deixe esta mistura descansar por 15 minutos;
  • Coe a mistura e o chá estará pronto.

cha de vinca menor

Cuidados e Contraindicações do Chá de Vinca Menor:

Chá de Vinca Menor pode causar rubor ocasional da pele e erupções cutâneas. A Vinca Menor também pode causar dor de estômago. Chá de Vinca Menor deve ser evitado durante a gravidez ou amamentação. Hoje se acredita que o uso interno o Chá de Vinca Menor possa ser tóxico para o fígado e os rins. Como medida de precaução, é preferível utilizar apenas para uso externo.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

Deixe seu Comentário

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Byanca Stefany

Sou graduada em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal do Piaui (UFPI), com pós graduação em Fármaco e Medicamentos pela Universidade de São Paulo (USP) mestrado também pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Tecnologia Bioquímica Farmacêutica e Doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Farmácia Fisiopatologista e Toxicologia. Atualmente Trabalho na área de Análise Clinicas, e tambèm atuo no Instituto de Pesquisa de Ciência, tecnologia e Qualidade (ICTQ) e exerço a função de Editor no site "Dr. Saúde".

Iboga – Origem, Benefícios e Como Usar!

Erva Moura – Origem, Benefícios e Como Usar!