Betaína – Fontes, Benefícios e Deficiência

Revisado por

NUTRIÇÃO - CRN6-MA 16199

Betaína oferece diversos benefícios para nossa saúde. Além disso, a Betaína é um aminoácido que mostrou ter potenciais benefícios para combater doenças cardíacas, melhorar a composição corporal e ajudar a promover o ganho muscular e a perda de gordura devido à sua capacidade de promover a síntese proteica no organismo.

Nunca mais ouvi falar de Betaína? Betaína, também conhecida como trimetilglicina, está se tornando mais popular em suplementos recentemente, mas na verdade não é um nutriente recém-descoberto.

Embora tenha sido estudado por seus efeitos positivos, tem sido incluído na prevenção de doenças cardíacas há algum tempo e foi incluído no exercício e suplementos químicos, em pó de proteína e outros produtos. Betaína é um derivado da colina. Em outras palavras, a colina é um “precursor” da betaína e deve estar presente para que o nutriente seja sintetizada no corpo.

Betaína – Fontes, Benefícios e Deficiência

O que é Betaína?

A Betaína é um composto químico encontrado naturalmente no corpo humano, bem como em muitos animais e plantas. Sua função nos organismos em que é encontrada é em geral a mesma, uma vez que a nutriente tem como efeito a retenção de água nas células e a proteção contra condições ambientais desfavoráveis. Isolado pela primeira vez a partir da beterraba, a nutriente também é encontrada em boas concentrações nos frutos do mar e no espinafre.

Principais Fontes Alimentares de Betaína:

Aqui Estão 12 das Melhores Fontes de Alimento da Betaína:

  • Trigo De Trigo: 1/4 de xícara não cozida (cerca de 15 gramas): 200 mg;
  • Quinoa: Cerca de 1 xícara cozida ou 1/4 xícara não cozida: 178 mg;
  • Beterraba: 1 xícara de matéria-prima: 175 mg;
  • Espinafre: 1 xícara cozida: 160 mg;
  • Grão de amaranto: Cerca de 1 xícara cozida ou 1/2 xícara não cozida: 130 mg;
  • Grão de centeio: Cerca de 1 xícara cozida ou 1/2 xícara não cozida: 123 mg;
  • Grão Bulgar: Cerca de 1 xícara cozida ou 1/2 xícara não cozida: 76 mg;
  • Batata Doce: 1 batata média: 39 mg;
  • Peito de Peru: 1 peito cozido: 30 mg;
  • Vitela (17) : 100 gramas;

Benefícios da Betaína Para Saúde:

Reduzir o Risco de Sofrer Doença Cardiovascular:

Como nós pudemos ver anteriormente, a capacidade da Betaína, tal por sua faceta de doadora de grupos metilos, para reduzir os níveis de homocisteína no sangue é bastante considerável, sendo esta substância reduzida para a inofensiva metionina.

Apoio Para a Função Hepática e a Digestão:

Qualquer digestão requer que o meio seja ácido (estômago) para realizá-la corretamente. Se tal nível de acidez não é suficientemente alto, o organismo não será totalmente capaz de digerir os alimentos em nutrientes (decompor em cadeias moleculares), e ser posteriormente absorvidos.

Ajuda a Reparar os Danos Corporais do Alcoolismo:

Betaína é usado para tratar o dano hepático alcoólico que resulta no acúmulo de gordura no fígado. nutriente tem efeitos lipotrópicos (redução de gordura), mostrou-se que produz melhorias significativas na cura da doença hepática gordurosa, ajudando o fígado a processar e remover gorduras.

Ajuda a Aliviar as Dores:

Estudos demonstraram que a Betaína pode beneficiar positivamente aqueles com dores e dores musculares. Em um estudo realizado em cavalos, os níveis de ácido lactato (associados à fadiga muscular) foram menores após o exercício quando os cavalos receberam suplementação de nutriente.

Pode Ajudar com Perda de Gordura:

De acordo com certos estudos, os dados sugerem que a suplementação de Betaína pode ser benéfica na alteração de como o corpo processa e divide nutrientes, resultando em habilidades de queima de gordura mais rápida e perda de gordura sem quebrar o tecido muscular ou perder massa muscular.

Como Tomar A Betaína:

Em Função do Objetivo, é Preciso Ajustar a Dose:

  • Reduzir níveis problemáticos de homocisteína e promover a correta função hepática: ingerir, pelo menos 500 mg por dia.
  • Danos hepáticos: 1000 – 2000 mg até três vezes por dia.
  • Melhorar a digestão: entre 500 – 2000 mg por dia.
  • Melhora do rendimento atlético, e apoiar a melhoria da composição corporal: 1000 – 6000 mg por dia.

A Betaína costuma ser ingerida com ácido fólico e vitamina B6 e vitamina B12.

Efeitos Colaterais da Betaína:

A nutriente é considerada provavelmente segura para crianças e adultos, provocando apenas pequenos efeitos colaterais em alguns casos. Os mais comuns são perturbações estomacais, náuseas e diarreias leves. Há, porém, grupos que devem evitar a nutriente.

Em primeiro lugar, não há conhecimento sobre a segurança do consumo de nutriente por mulheres grávidas ou lactantes, de modo que recomenda-se que a Betaína seja evitada por esses grupos.

Mais definitiva é a advertência para pessoas com altos níveis de colesterol. O consumo de nutriente foi identificado como uma causa de aumentos expressivos nos níveis gerais de colesterol em todas as pessoas, de modo que quem já sofre com altos níveis de colesterol pode sofrer sérias complicações.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

taurina

Taurina – Fontes, Benefícios e Deficiência

Folato – Fontes, Benefícios e Deficiência