Chá de Marupá – Origem, Benefícios e Como Usar!

Revisado por

Graduado em Ciências da Nutrição!

Especialista do Dr. Saúde

Chá de Marupá – Origem, Benefícios e Como Usar todas as suas propriedades medicinais do chá. Alem disso, o marupa (Eleutherine plicata), é uma planta medicinal também conhecida marupau, palmeirinha, coquinho, marupar, marupá-piranga, marupari, alho-vermelho e red garlic (inglês). Inclui o sinônimo botânico Eleutherine bulbosa. Pertence à família Iridaceae.

chá de marupa

O marupa é consumido em forma de chá na medicina popular amazônica, sendo também um fitoterápico utilizado no tratamento de tratar diarreias, disenterias, hemorroidas e amebíase.

O chá de marupa é feito através do bulbo. Seu princípio ativo é a sapogenina esteroidal, que possui propriedades analgésicas periféricas e anti-dematogênicas.

Conforme estudos realizados, o chá de marupá também possui ação dilatadora coronária, potencialmente útil no tratamento de doenças cardíacas e ação anti-fertilidade.

O extrato etanólico reparado por percolação a partir do bulbo previamente seco e moído da Eleutherine plicata suspenso em uma solução hidroalcoólica e submetida a partição com solventes de polaridades crescente apresentou resultado positivo para naftoquinonas.

Antraquinonas e esteroides e triterpenos. As análises do extrato etanólico indicaram a presença de quinonas nestas amostras.

A avaliação da atividade antimicrobiana do referido extrato e frações com cepas de Candida albicans, Staphylococcus aureus, Escherichia coli e Pseudomonas aeruginosa demonstrou que a fração clorofórmica é a mais ativa, apresentando os maiores halos de inibição de crescimento microbiano.

Possivelmente, contendo uma maior concentração de constituintes ativos. Da fração clorofórmica foram isolados os constituintes químicos isoeleuterol e isoeleuterina.

Chá de Marupá:

Ingredientes:

  • 5 gramas de marupá;
  • 1 litro de água;

Modo de Preparo:

  • Coloque a água para ferver e acrescente a planta;
  • Depois que a água atingir a temperatura, desligue o fogo e abafe o recipiente por cerca de 10 minutos;
  • Consuma, no máximo, três vezes durante o dia;

Efeitos Colaterais:

Não foram relatados efeitos colaterais decorrentes do uso nas bibliografias consultadas.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

Deixe seu Comentário

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Rafael Cardoso

Com mais de 5 anos de experiência, Rafael Almeida é Graduado em Ciências da Nutrição pela Universidade Ceuma desde 2012. Atua em Atendimento Clínico-Nutricional, com foco no bem estar e qualidade de vida do paciente, através da reeducação alimentar e acompanhamento nutricional, com planos alimentares personalizados, de acordo com o objetivo e avaliação clínica individual, comprometido com o sucesso do tratamento de seus pacientes.

Nirá – Origem, Benefícios e Como Usar!

Chá de Mandrágora – Origem, Benefícios e Como Usar!