Velame do Campo – Origem, Benefícios e Como Usar!

Revisado por

NUTRIÇÃO - CRN6-MA 16199

Velame do Campo – Origem, Benefícios e Como Usar de maneira correta. Além disso, o Velame do Campo possui ricas propriedades que são importantes para saúde do corpo humano. O Velame do Campo é uma planta arbustiva que pode chegar a alcançar uma altura entre três e quatro metros. Suas folhas são alternas e ovais, e possuem pelos finos, curtos e macios.

velame do campo

Suas flores surgem em formato de espigas, brancas nas pontas, aromáticas e, assim como as folhas, peludas. Seu fruto é uma cápsula com três lojas, sendo que cada uma delas possui um caroço.

O Velame do Campo é um arbusto brasileiro rústico e resistente, com folhas simples opostas que têm uma camada de pelos finos, curtos e macios; as suas flores apresentam-se isoladas ou não. Cada flor produz dois frutos alongados de coloração verde-avermelhados.

Origem do Velame do Campo:

Da família das Euphorbiaceae, a planta também pode ser conhecida como cróton campestre, velame do mato, e Velame do Campo de minas. A árvore é nativa da flora brasileira, podendo aparecer em todo o país, mas principalmente nas regiões sudeste e nordeste. A erva Velame do Campo pode ser encontrada para comprar em lojas de produtos naturais e algumas farmácias de manipulação.

Esta planta é nativa da flora brasileira, sendo comum nos estados de Minas Gerais, Goiás, São Paulo e chegando até o Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal, Bahia e Mato Grosso. Cresce em campos limpos e cerrados. O Velame do Campo gosta de solos ácidos, bem drenados, locais ventilados e com muita luz.

Propriedades do Velame do Campo:

Entre as principais propriedades do Velame do Campo, está a sua ação: depurativa, desobstruente, diurética. Por isso, ele é indicado para: afecção da pele, artrite, blenorragia crônica, doença venérea, eczema, gota úrica, sífilis, herpes, impingem, ingurgitamento ganglionar, palpitação do coração , pele, reumatismo, vesícula.

Tem tradição de uso na medicina popular. Faz parte da farmácia Homeopática. Então, confira agora os Benefícios do Velame do Campo Para Saúde:

Benefícios do Velame do Campo Para Saúde:

As folhas e as raízes da Velame do Campo são usados no tratamento das seguintes doenças e complicações :

  • Reumatismo;
  • Afecções venéreas;
  • Catarros da bexiga;
  • Caquexia;
  • Herpes
  • Eczema;
  • Escrofulose;
  • Impinges;
  • Problemas de pele;
  • Blenorragia crônica;
  • Ingurgitamento ganglionar;
  • Elefantíase;
  • Reumatismo;
  • Epilepsia;
  • Erisipela;
  • Gota úrica;
  • Artrite;
  • Vesícula;
  • Doença venérea;
  • Palpitação do coração;
  • Sífilis e úlceras;
  • Erupções cutâneas (além de se tomar o chá desta planta, aplicam-se as folhas topicamente sob as erupções).

Receita do Chá Velame do Campo:

INGREDIENTES:

  • Duas colheres de sopa de velame-do-campo
  • 1 litro de água

MODO DE PREPARO:

  • Para preparar o chá, use a proporção de duas colheres de sopa da erva para cada litro de água usado.
  • Coloque a água em um recipiente, adicione a erva e leve ao fogo. Aguarde alcançar fervura e, em seguida, desligue.
  • Mantenha a solução tampada e abafada por cerca de dez minutos e, ao amornar, coe e consuma.
  • A dose de consumo indicada é de duas a três xícaras deste chá ao dia.

É recomendado no caso de problemas de pele, que seja feito o uso concomitante do chá tomado, que também deve ser utilizado no preparo de compressas, as compressas também podem ser feitas com as folhas.

beneficios do velame do campo

Contraindicações do Velame do Campo:

Mulheres grávidas ou em período de amamentação, crianças, pessoas com alergia à folhas, raízes, plantas. Pessoas que sofrem com doenças crônicas, também precisam tomar cuidado com a ingestão de chás, pois alguns podem agravar os sintomas da doença.

O mesmo cuidado deve ser tomado por gestantes, já que alguma ervas, quando consumidas em excesso, podem levar ao aborto.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

beneficios do cha de bardana

Os 10 Benefícios do Chá de Bardana Para Saúde

Tocoferol

Tocoferol – Fontes, Benefícios e Deficiência