Perpétua Roxa – Origem, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Biomédico Pela UFRGS

Especialista do Dr. Saúde

Perpétua Roxa – Origem, Benefícios e como Usar para sua saúde. Além disso, a gomphrena globosa é o nome científico da planta Perpétua Roxa. Assim como outras ervas, ela também é capaz de ajudar no tratamento de algumas doenças que acometem o corpo humano.

Para usá-la da maneira eficiente, é necessário saber quais são os efeitos benéficos da planta e quais as recomendações que são dadas sobre a sua utilização para saúde.

perpetua roxaEssa planta costuma medir 60 cm de altura e as flores podem ser brancas, vermelhas ou roxas. Além disso,  muitas vezes utilizadas como flor decorativa, essa planta pode ser muito útil para fazer guirlanda de flores e em campas de cemitérios, sendo conhecida por muitos como a flor da saudade.

Propriedades da Perpétua Roxa:

Esta planta tem ação antimicrobiana, anti-inflamatória e antioxidante.

Benefícios da Perpétua Roxa:

Devido às suas propriedades medicinais a  Perpétua Roxa pode ser utilizada para ajudar no tratamento de situações como garganta inflamada, tosse, dor de estômago, laringite, ondas de calor, hipertensão, hemorroida, para soltar o catarro e para o diabetes.

Como usar a Perpétua Roxa:

Esta planta pode ser muito utilizada em forma de chá ou infusão que deve ser preparado com as folhas ou com as flores dessa planta. Para o chá com as flores da planta:

Coloque 4 flores secas numa xícara ou colocar 10 gramas em 1 litro de água fervente.
Deixe amornar enquanto estiver tampado e quando atingir a temperatura ideal, coe, adoce com mel e tome a seguir.
Para combater doenças respiratórias o chá deve ser consumido ainda morno, até 3 vezes ao dia.

Contraindicações da Perpétua Roxa:

Esta planta não é indicada durante uma gravidez, lactação e também não deve ser utilizada em crianças com menos de 12 anos de idade, porque não existe comprovação de sua segurança nestes casos.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Kaio Rodrigues

Sou Biomédico formado pela Universidade Federal do Estado do Rio Grande do Sul (UFRGS). Tendo formação técnico-científica, com conhecimento do organismo humano tanto nos seus aspectos estruturais (células, tecidos e órgãos), quanto funcionais.

O campo de atuação do biomédico engloba toda a interface entre a biologia e a medicina clínica propriamente dita. Está apto a auxiliar no diagnóstico e avaliar clínico-laboratorialmente as doenças, os agentes etiológicos e os vetores e também exerço a função de Editor no site "Dr. Saúde".

Damiana – Origem, Benefícios e como Usar

Os 15 Benefícios da Casca do Salgueiro Para Saúde