Flúor – Fontes, Benefícios e Deficiência

Revisado por

NUTRIÇÃO - CRN6-MA 16199

Flúor é muito importante, e deve ser adicionado no seu dia-a-dia. Além disso, o Flúor formando parte do mineral fluorita, CaF2, foi descrito em 1529 por Georgius Agricola por seu uso como fundente, empregado para reduzir os pontos de fusão de metais ou minerais. Em 1670 Heinrich Schwanhard observou que era possível gravar o vidro quando exposto a fluorita que havia sido tratada com ácido.

fluor

O Flúor é um elemento químico, símbolo F, de número atômico 9 (9 prótons e 9 elétrons) de massa atómica 19 u, situado no grupo dos halogênios (grupo 17 ou VIIA) da tabela periódica.

Em sua forma biatômica (F2) e em CNTP, é um gás de coloração amarelo-pálido. É o mais eletronegativo e reativo de todos os elementos. Em sua forma ionizada (F–) é extremamente perigoso, podendo ocasionar graves queimaduras químicas se em contato com tecidos vivos.

Ele é o halogênio mais abundante da crosta terrestre, com uma concentração de 950 ppm. Na água do mar se encontra numa proporção de aproximadamente 1,3 ppm. Os minerais mais importantes no qual está presente são a fluorita, CaF2, a fluorapatita, Ca5(PO4)3F e a criolita, Na3AlF6.

Fontes de Flúor

Além do consumo de água tratada e acrescida de Flúor, é indicado também o consumo dos seguintes alimentos:

  • Agrião;
  • Alho;
  • Beterraba;
  • Cebola;
  • Couve;
  • Feijão;
  • Gema de ovo;
  • Maçã;
  • Trigo.

O téflon é um polímero que contém Flúor, sendo assim, cozer alimentos em panelas de téflon ajuda a enriquecer os alimentos cozidos com esse nutriente.

Benefícios do Flúor

Fortalece o esmalte dos dentes

Outro dos sue benefício é a recuperação e fortalecimento do esmalte dos dentes, que acontece quando há a sua erosão ou corrosão

Muitas vezes, esse processo também vem acompanhando da retração da gengiva deixando o local mais sensível. Ele ajuda também nos processos de desmineralização provocado pelos ácidos liberados após a alimentação.

Benefícios do Flúor Para Combater ao mau hálito

Apesar de não se tratar de uma doença, o mau hálito sinaliza que algo não vai bem no organismo. Além disso, seu mau cheiro é muitas vezes constrangedor e pode afetar até mesmo a autoestima da pessoa.

Para eliminar esse cheiro desagradável, é preciso procurar ajuda médica e odontológica. Porém, é possível combatê-lo e preveni-lo por meio de mudanças de hábitos e cuidados de saúde.

Assim, o Flúor aparece como forte aliado devido a sua ação antibacteriana. Sendo assim, além de um bom creme dental com Flúor, mantenha a boca sempre limpa e não deixe de:

  • Escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia;
  • Usar fio dental;
  • Fazer higiene da língua;
  • Utilizar enxaguante bucal;
  • Dentre outros.

Prevenção da cárie

Dentre os seus benefícios, talvez a prevenção de cáries seja o mais conhecido. A cárie é uma doença infecciosa causada pela bactéria Streptococcus mutans, que tem início quando a mesma se fixa sobre o esmalte do dente e forma placas dentárias.

No início do século passado, o cirurgião dentista Frederick S. McKay, observou que crianças com dentes manchados tinham poucas cáries e que essas manchas eram provocadas pelo alto teor de Flúor na água.

O Flúor, além de provocar a diminuição do crescimento e até mesmo a morte das bactérias causadoras da cárie, possui a capacidade de inibir a fermentação láctica, que é importante na produção de energia desses microrganismos.

Limpeza dos Dentes

Tanto o Flúor presente na água e nos produtos de higiene bucal, quanto o utilizado em tratamentos profissionais em consultório garantam uma boca limpa e saudável.

A aplicação feita pelo dentista possui maior quantidade de Flúor e tem o objetivo deter a ação das bactérias na cavidade oral. É comum que o especialista faça uma limpeza dentária. Dessa forma, você garante um sorriso mais bonito e saudável.

Excesso de Flúor

O sucesso do Flúor no passado em controlar cáries na população vem se tornando motivo de preocupação por parte de alguns pesquisadores. O longo período em que as águas de abastecimento público foram e ainda estão sendo fluoretadas pode trazer alguns problemas de saúde na população, principalmente em crianças, onde o excesso de Flúor pode causar fluorose dentária.

beneficios do fluor

A fluorose dentária é um processo de má formação do esmalte, devido ao excesso de Flúor ingerido durante o desenvolvimento dos dentes; no caso da dentição permanente, o período é de um ano até os sete anos de idade. Nos casos mais brandos, a fluorose dentaria é caraterizada por manchas esbranquiçadas opacas e, nos casos mais graves, por manchas amarronzadas, com perda da resistência do dente, podendo ocorrer fratura.

Atualmente, discute-se uma forma de tornar a exposição ao Flúor mais benéfica, reduzindo as cáries, mas evitando malefícios à saúde.

Outro ponto relevante que alguns estudos concluíram é que o fluoreto, em determinadas doses, pode alterar as funções endócrinas, especialmente na tireoide (glândula responsável por produzir importantes hormônios ligados ao crescimento e metabolismo) – esse fato mostrou que novas pesquisas são necessárias na área para que haja mais esclarecimentos sobre os riscos do Flúor.

A preocupação com a ingestão excessiva de Flúor levou à criação de normas para a adição no tratamento de água potável. Trata-se da portaria 518/04, que estabelece o valor máximo permitido para a inserção de fluoreto na água.

Mas não para por aí, pois vários outros produtos contêm esse nutriente: chás, cereais infantis, frango seco industrializado, peixe e frutos do mar. Por este motivo, vale checar a embalagem para verificar se há adição de Flúor no produto. Sabe-se que o perigo é devido a sua alta ingestão. Desse modo, evitar alguns produtos que o contenham pode ser uma medida benéfica.

lipase

Lipase – O que é, Benefícios e Excesso

Valina – Fontes, Benefícios e Excesso