Gervão Roxo – Origem, Benefícios e Como Usar!

Revisado por

Graduado em Ciências da Nutrição!

Especialista do Dr. Saúde

Gervão Roxo – Origem, Benefícios e Como Usar todas as suas propriedades medicinais. Alem disso, uma plantinha que abunda em todo o Brasil, da caatinga ao cerrado, nas restingas litorâneas e nos campos abertos, o gervão, é medicinal da raiz às flores.

gervão roxo

As qualidades medicinais desta planta são reconhecidas já a muito tempo aqui na nossa terra pois, a mesma sempre fez parte da farmacopeia indígena brasileira e do uso ritualístico das religiões afro-brasileiras, umbanda e candomblé.

Portanto, a história do gervão já está “na boca do povo” há séculos. Para ser mais exata, desde a primeira metade do século XIX está documentado o seu uso para diversos problemas de saúde.

Dona de vários outros nomes e apelidos como gervão-roxo, erva-gervão, vassourinha de botão e orégão, esta planta (Stachytarpheta cayennensis (Rich.) Vahl, Verbenaceae) é originária do Brasil, pode chegar até os 80 centímetros de altura e costuma crescer espontaneamente em pastagens e terrenos baldios.

Suas folhas e flores são muito usadas na medicina popular e podem nos apresentar inúmeros benefícios à saúde.

Benefícios do Gervão Roxo:

Os princípios ativos do Gervão Roxo são: taninos, glicosídeos, saponinas e mucilagens.

Suas propriedades são: diurético, digestivo, béquico, vermífugo, inseticida, anti-inflamatório, cicatrizante e antimicrobiano. Veja outros beneficios do Gervão Roxo para saude.

  • Perfeita para o tratamento de problemas gastrointestinais (especialmente no fígado);
  • Bastante utilizada também em problemas renais;
  • Apresenta propriedades tônicas, diuréticas e também febrífugas;
  • Muito boa no combate à amebíase;
  • Suas propriedades ajudam a aliviar os sintomas da bronquite;
  • Em casos de cefaleia ela pode provar-se eficiente;
  • Com propriedades calmantes, a erva é bem eficaz no tratamento de distúrbios nervosos (comprovado cientificamente);
  • Ótima em casos de contusões;
  • Usado externamente, ele pode cicatrizar feridas e furúnculos;
  • Ajuda bastante no tratamento da hepatite (dos tipos mais fracos);
  • Em casos como inchaço no baço o gervão também pode mostrar-se bem eficiente;
  • Ótima para o tratamento de resfriados e alguns de seus sintomas, como a rouquidão;
  • Ajuda também nas prisões de ventre, fazendo o intestino funcionar melhor (comprovado cientificamente);
  • Ajuda a controlar alguns sintomas do vitiligo;
  • Seu consumo pode evitar o aparecimento de tumores;
  • A erva-gervão também pode ser usada em outros casos, como eczema, erisipela e debilidades orgânicas;
  • No combate à malária (comprovado cientificamente);
  • No tratamento do diabetes (comprovado cientificamente);
  • Como anti-inflamatório e antiulcerogênico (comprovado cientificamente);

Chá de Gervão Roxo:

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de erva-gervão;
  • ½ litro de água;

Modo de Preparo:

  • Coloque em uma chaleira ½ litro de água e acrescente 2 colheres de sopa bem cheias e erva-gervão;
  • Leve ao fogo e deixe a mistura ferver;
  • Assim que alcançar fervura, desligue o fogo;
  • Abafe e aguarde 10 minutos para poder coar;
  • Em seguida é só beber;
  • O indicado é que se beba apenas 2 ou 3 xícaras do chá por dia.

Como Utilizá-lo:

Basta amassar as folhas e as raízes (frescas ou secas) da planta, até formar um cataplasma.

Depois é só aplicar sob as partes lesionadas da pele. Vale para contusões, feridas, machucados e até furúnculos.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

Amieiro Negro – Origem, Benefícios e Como Usar!

Freixo Espinhoso – Origem, Benefícios e Como Usar!