Enzima Proteolíticas – O que é, Benefícios e Efeitos Colaterais!

Revisado por

NUTRIÇÃO - CRN6-MA 16199

Enzima Proteolíticas – O que é, Benefícios e Efeitos Colaterais que muitos desconhecem. Além disso, as Enzima Proteolíticas digerem a proteína ajudando no processo de digestão, dividindo-a em aminoácidos.

Eles podem ser tomados como um suplemento, mas melhor ainda, eles podem ser encontrados naturalmente em certos alimentos. Um excelente exemplo é o papaia, que contém a enzima proteolítica papaína, um popular apetite de carne.

Enzima ProteolíticasOnde obtemos Enzima Proteolíticas? Embora seja importante notar que o pâncreas faz Enzima Proteolíticas para digerir as proteínas nos alimentos que comemos, elas também podem ser obtidas usando suplementos de Enzima Proteolíticas.

Se você for para os suplementos, nem todos os suplementos são vegetarianos ou veganos, então procure fórmulas que se adaptem aos seus hábitos alimentares.

Fontes de Enzima Proteolíticas:

É importante que você avalie as suas reais necessidades. O uso de suplementos deve ser evitado se você pode enriquecer sua alimentação com enzimas digestivas de uma forma natural, certo?

Abaixo você poderá conhecer alguns métodos naturais que podem auxiliar no fornecimento de enzimas digestivas contidas em alimentos que são muito comuns em nossa alimentação.

Ao adicionar esses alimentos à sua alimentação, você poderá reconhecer o descongestionamento das vias biliares e pancreáticas.

  • Coma mais beterrabas e verduras cruas, pois é dito que o processo de cozimento proporciona a redução das enzimas digestivas contidas nos alimentos.
  • Os alimentos verdes devem ser adicionados, pois a celulose contida nesses alimentos pode anexar-se à bile, e então favorecer a uma melhor digestão.
  • Os chás também devem ser incorporados ao seu plano alimentar, o chá de feno-grego é um dos mais indicados, pois assume ação descongestionante, o que proporciona um melhor fluxo biliar, mas não é facilmente encontrado.
  • A adição de canela às refeições pode contribuir para os níveis de açúcar na corrente sanguínea e para o fluxo biliar.
  • O consumo de 1 ou 2 colheres de sopa de azeite com 1 ou 2 colheres de chá de suco de limão é indicado para auxiliar no fluxo do fígado e da bile, além de contribuir para a saúde da sua vesícula.
  • Beber um copo grande de água antes das refeições pode incentivar a produção de ácido clorídrico e contribui para o fluxo de bile.
  • Consumir mamão, abacaxi e kiwi também pode se tornar um bom método para maiores quantidades de enzimas digestivas.

Tipos de Enzimas proteolíticas:

Amilase ou Ptialina: Essa enzima digestiva auxilia na digestão de glicogênio e de amido. Ela pode ser encontrada na própria saliva e auxilia na decomposição de carboidratos. Ela é produzida pelas glândulas salivares e pode auxiliar na prevenção de cáries dentárias.

É exatamente por isso que produzimos muita saliva, é uma forma de evitar o surgimento das indesejáveis cáries.

Bromelina e papaína: Elas são Enzima Proteolíticas. Assumem a função de decompor as proteínas em peptonas menores por meio de hidrólise. Essas enzimas estão muito presentes em suplementos voltados para pessoas que consomem muitos alimentos proteicos para ganho de massa magra. Eles contribuem para maior eficiência na digestão das proteínas.

Lipase: Ela auxilia na transformação de lipídeos, oferece suporte à catalisação e reações químicas. Ela é produzida pelo pâncreas e pode estar presente na parte inicial do intestino, ou seja, presença garantida no suco gástrico e intestinais.

Protease: Ela é fundamental para aqueles que são adeptos de uma alimentação para ganho de massa magra. Ela auxilia na digestão e quebra das ligações petídicas de aminoácidos contidos nas proteínas. Esse processo de digestão é finalizado pelas enzimas digestivas proteolíticas e pela Lipase.

Lactase: Ela auxilia na digestão da lactose e da galactose.

Maltase: Ela auxilia na digestão da maltose. Esse suplemento é muito utilizado por praticantes de treinos intensos e que consomem suplementos para fornecimento de energia extra para manter o condicionamento físico.

Efeitos Colaterais:

O consumo excessivo de suplementos de enzimas digestivas pode acarretar diarréia, por isso, deve-se analisar o seu funcionamento intestinal. Casos de reações alérgicas são raros, mas estas não são descartadas.

Estudos afirmam que a suplementação de enzima digestiva está oferecendo deficiência às enzimas naturais, então é importante avaliar as recomendações de uso e as possibilidades de benefícios e prejuízos.

Contraindicações:

A ingestão de suplementos de enzima digestiva é contra indicado para gestantes, mulheres em fase de amamentação e crianças.

Não há estudos que comprovem eficácia ou riscos a idosos, mas é importante que seja realizada uma avaliação médica, para que assim possa reconhecer se a suplementação será prejudicial ou não à sua saúde.

Deve-se priorizar as avaliações individuais, pois cada corpo possui necessidades particulares e pode reagir de maneiras distintas.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

Lisina – Fontes, Benefícios e Deficiência

Micronutrientes – Fontes, Benefícios e Deficiência