Colina – Fontes, Benefícios e Deficiência

Tudo Sobre Colina – Fontes, Benefícios e Deficiência!

Revisado por

Biomédico Pela UFRGS

Especialista do Dr. Saúde

Colina – Fontes, Benefícios e Deficiência que você precisa conhecer. Além disso, a Colina pertence ao complexo das vitaminas do complexo B. A principal função da Colina envolve a saúde cerebral.

Ela é de suma importância para a formação do neurotransmissor acetilcolina, que ajuda na regularização de maneira indireta à memória.

colinaA cognição e entra no controle da frequência cardíaca, da respiração e da atividade dos músculos. Outra função dessa vitamina é entrar na formação da esfingomielina que forma a capa dos nervos que chamamos de bainha de mielina.

A bainha de mielina tem que existir para que o impulso nervoso caminhe nos neurônios, ela é a capa dos neurônios, estrutura que envolve o neurônio.

Fontes de Colina:

Benefícios da Colina Para Saúde:

Melhora a Saúde do Fígado:

uma das principais funções da Colina no organismo é a proteção do fígado. Ela mobiliza gorduras desse órgão, diminuindo o depósito ou acelerando a remoção de gordura no fígado. Assim, a vitamina protege contra a esteatose e a formação de tumores hepáticos.

Fortalece a Saúde Cerebral:

A vitamina é um micro-nutriente importante para o sistema nervoso, pois contém um neurotransmissor acetilcolina, que atua na coordenação motora, na memória e no aprendizado. O aminoácido ainda está associado no combate à depressão e ao desenvolvimento fetal.

Melhora a Saúde Cardiovascular:

Esta vitamina também possui um efeito protetor contra doenças cardiovasculares, como a aterogênese, doença inflamatória provocada pela deposição de gordura nos vasos sanguíneos.

Ajuda na Prática Esportiva:

A vitamina do complexo B parece manter o desempenho durante a prática de esportes, como maratonas e corridas. Estudos indicam que após a prática desse tipo de esporte, os atletas apresentaram níveis reduzidos de Colina no sangue.

Deficiência de Colina:

Uma dieta deficiente nesse nutriente pode causar problemas cardiovasculares e degenerativos cerebrais e também favorecer o acúmulo de gordura no fígado.

Os sinais de que há deficiência desse aminoácido são: déficit cognitivo, alteração na concentração, dificuldade de cognição e compreensão, alteração nos músculos, dores musculares, salivação excessiva, enjoo e náuseas.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

Deixe seu Comentário

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Kaio Rodrigues

Sou Biomédico formado pela Universidade Federal do Estado do Rio Grande do Sul (UFRGS). Tendo formação técnico-científica, com conhecimento do organismo humano tanto nos seus aspectos estruturais (células, tecidos e órgãos), quanto funcionais.

O campo de atuação do biomédico engloba toda a interface entre a biologia e a medicina clínica propriamente dita. Está apto a auxiliar no diagnóstico e avaliar clínico-laboratorialmente as doenças, os agentes etiológicos e os vetores e também exerço a função de Editor no site "Dr. Saúde".

acido folico

Ácido Fólico – Fontes, Benefícios e Deficiência

Vitamina B6 – Fontes, Benefícios e Deficiência