Benefícios das Plantas

Agrimônia – Origem, Benefícios e Como Usar!

Agrimônia – Origem, Benefícios e Como Usar de maneira correta. Além disso, a Agrimônia é uma planta medicinal, também conhecida como eupatória, erva-dos-gregos ou erva-hepática, muito utilizada no tratamento de inflamações. Seu nome científico é Agrimonia eupatoria e pode ser comprada em algumas lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação. A sabedoria popular e a medicina alternativa andam de mãos dadas, sobretudo quando o assunto em questão está relacionado à saúde humana. Conhecida como fonte da cura de várias doenças, a Agrimônia é uma dessas ervas que cumprem bem esse papel. Pertencente à família Rosaceae, a planta é conhecida também como eupatória, erva-dos-gregos e erva-hepática.

Agrimônia

Ela é bastante utilizada na medicina chinesa entre as mulheres, para conter o fluxo menstrual excessivo. Já na medicina européia, seu uso está relacionado ao tratamento de feridas.

Porém, suas propriedades vão muito além dessas duas citadas. Por ser composta por substâncias como os polissacarídeos, flavonoides, ferro e vitaminas B e K, ela é indicada para resolver muitos problemas de saúde.

Origem da Agrimônia:

De nome científico agrimonia eupatoria, a Agrimônia, também conhecida como eupatória, erva dos gregos e erva hepática, é uma planta medicinal que pertence à família das rosaceae. Seu nome é derivado do grego e do anglo-saxão, e seu primeiro uso para fins medicinais foi no tratamento de problemas oculares.

Eupatoria, nome da espécie da planta, refere-se a um antigo rei persa chamado Mithrades Eupator, que era herborista. A planta atinge até 1 metro de altura e tem filhas em tons de verde escuro longas e penduladas, divididas em pares.

Diminuem ao longo dos caules e, no topo, chegam a apenas 7 centímetros de comprimento. Forma espigas de flores amarelas e seus frutos nascem aderentes ao caule, cobertos de pelos eriçados que grudam à roupa do mesmo jeito que o picão.

Nativa da Europa, Ásia temperada e América do Norte, as partes utilizadas da planta são as folhas e as sumidades floridas. Pode ser encontrada para comprar em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação.

Propriedades da Agrimônia:

As propriedades da Agrimônia incluem sua ação adstringente, analgésica, antidiarreica, anti-inflamatória, antimicrobiana, antivirótica, ansiolítica, calmante, cicatrizante, depurativa, diurética, relaxante, hipoglicêmica, tônica e vermífuga.

Como usar a Agrimônia:

As folhas e flores devem ser usadas no preparo de infusões, decoções ou cataplasma. Para a infusão, você vai precisar de:

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa das folhas da planta;
  • 1 litro de água.

Modo de Preparo:

  • Em um recipiente, coloque a água e leve ao fogo.
  • Quando começar a ferver, desligue e coloque as folhas.
  • Tampe e deixe descansar por 10 minutos.
  • Em seguida, coe e consuma.
  • A dose indicada é de três xícaras ao dia.

Efeitos Colaterais e Contraindicações da Agrimônia:

Tem quem acredite que só porque a planta veio da natureza, ela pode ser utilizada de qualquer maneira. Pensar desta maneira é errado, tendo em vista que as ervas também possuem princípios ativos que usados da maneira incorreta podem prejudicar o organismo.

No caso do chá de Agrimônia, se consumido além do receitado, ele pode acabar causando náuseas, pressão alta, arritmia e parada cardíaca. Além dos possíveis efeitos colaterais, é preciso prestar atenção nas contraindicações. Grávidas e lactantes não podem fazer uso do chá desta planta .

Pacientes gripados ou que já possuem a pressão alta também não devem usar esse remédio natural. Agrimônia não é recomendada para crianças e nem pessoas que tenha um sistema digestivo sensível.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.