Benefícios das Plantas

Cambará – Origem, Benefícios e Como Usar!

Cambará – Origem, Benefícios e Como Usar de maneira correta. Além disso, o Cambará é excelente para a formação de maciços e bordaduras. Suas folhas são opostas e muito pilosas, e os seus ramos flexíveis podem ser eretos ou semipendentes. As inflorescências são compostas por numerosas flores, formando mini-buquês das mais variadas cores, como laranja, rosa, vermelho, amarelo e branco; sendo comum observar, na mesma inflorescência, flores com colorações diferentes do centro para a periferia. Os frutos são do tipo drupa. Deve ser cultivado a pleno sol, em solo fértil enriquecido com composto orgânico, com regas periódicas.

Cambará

Tem grande potencial invasivo, tornando-se daninha em determinadas situações. Também é considerada planta tóxica e sua utilização terapêutica deve ter acompanhamento médico. Tolerante ao frio e às podas. Multiplica-se por estacas e sementes. Veja tudo sobre esta planta:

Origem do Cambará:

O Cambará é uma planta da família das Verbenaceae, arbustiva com ramos quadriculares e pequenos acúleos que formam moitas. Suas folhas são opostas, serradas, ásperas, muito aromáticas e possuem odor de melissa e sabor amargo.

Com numerosas flores que aparecem dispostas em cachos com coloração amarelada, alaranjada ou avermelhada, a planta também pode ser chamada de Cambará de cheiro, Cambará de espinho, Cambará verdadeiro, camará, camará-de-chumbo, camara-vermelha, camara-miúda, erva chumbinho, milho-de-grilo, camarajuba, camará-juba, camará-de-espinho, entre outros nomes.

Seus frutos aparecem agregados em forma de esputa e possuem coloração vinho-escuro, mas somente são comestíveis quando maduros. A planta pode reproduzir-se por sementes, mudas ou ainda estacas, tendo preferência em solos mais ou menos úmidos para desenvolver-se.

As partes da planta utilizadas para a medicina alternativa são as folhas e as flores. A planta, de nome científico Lantana camara, é nativa da América tropical, sendo facilmente encontrada no Brasil.

Para armazenagem, as folhas e flores, que podem ser usadas frescas ou secas ao sol, devem ser colocadas em sacos de papel ou de pano, longe da umidade e em um ambiente ventilado. O consumo é feito por meio da infusão tanto das folhas quanto das flores.

Estudos da Folha do Cambará:

Há séculos a folha do Cambará é usada pelas pessoas para o tratamento de dores abdominais, respiratórias e de obstrução nasal. Pesquisadores usaram, em um laboratório, um porquinho da índia, animal que é normalmente usado por pesquisadores desde o século 19 como modelo de sugestão gastrointestinal e respiratório dos humanos.

Partes do intestino da cobaia foram retirados e neles foram simulados cólicas intestinais com mediadores químicos produzidos pelo organismo humano. Depois foram aplicado neles o extrato da folha da planta, e foi notado nesse experimento uma atividade antiespasmódica maior no intestino, ou seja, o remédio fez efeito.

Com essa experiência os pesquisadores obtiveram resultados significantes e assim, recentemente, conseguiram comprovar cientificamente a eficiência da folha do Cambará no combate a doenças abdominais e respiratórias.

Benefícios e Propriedades do Cambará:

A planta possui propriedades medicinais amplamente usadas para tratamentos de problemas de saúde. Entre suas propriedades estão sua ação como antiespasmódico, anti-inflamatório, antipirético, balsâmico, diurético, estimulante, expectorante, sudorífero, tônico e tônico pulmonar.

Pode ser usada no tratamento de afecções do estômago, afecções pulmonares, asma, bronquite, dores de ouvido, espasmos, febre, reumatismo, coqueluche, problemas das vias respiratórias, tosse, tosse catarral, entre outras.

Como Preparar o Chá de Cambará:

Para preparar o chá de Cambará, você deve separar:

  • 1 colher de sopa das folhas secas de Cambará (devem ser secas ao sol);
  • 1 litro de água.

Modo de Preparo:

  • Em um recipiente – preferencialmente de outro material que não seja metal -, coloque os dois ingredientes e leve ao fogo.
  • Aguarde até que a mistura comece a ferver e, em seguida, desligue.
  • Coloque uma tampa e deixe descansar por aproximadamente dez minutos para, enfim, coar e consumir.
  • Pode ser consumido morno ou gelado, como preferir, mas sem adoçar.

A dose indicada é de uma xícara de chá entre três e quatro vezes por dia, preferencialmente de manhã, após o almoço, à tarde e antes de dormir.

Contraindicações do Cambará:

Atenção: A Cambará é tóxica, devendo ser usada somente com orientação médica e prescrição, além de acompanhamento. Pode levar à morte quando usada sem acompanhamento médico.

Entre seus efeitos colaterais estão a náusea, vômitos, diarreia, fraqueza, respiração difícil, entre outros, que podem aparecer algumas horas após o consumo. Caso sinta alguns desses sintomas, procure um atendimento médico urgentemente.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.