Arália – Origem, Benefícios e Como Usar!

Revisado por

Educação Física pela UGF

Especialista do Dr. Saúde

Arália – Origem, Benefícios e Como Usar. Alem disso, A Arália (Aralia racemosa) é uma planta medicinal também conhecida como arália-americana, espicanardo, nardo-indiano, raiz-dos-homens, salsaparrilha-selvagem, dentre outros nomes populares. As arálias são um gênero da família das Araliaceae, consistindo em 68 espécie de árvores de folhas decíduas ou perenes, arbustos e herbáceas rizomatosas. Dentre as espécies mais comuns de destacam a Aralia arizonica, A. californica, A. bicrenata, A. nudicaulis e A. quinquefolia.

Aralia

A Arália é usada há diversos séculos índios nativos americanos da tribo Ojibwe da América do Norte. Sua raiz possui propriedades diaforéticas, diuréticas e estimulantes. Estudos comprovaram que a Arália possui habilidade para estimular a fagocitose e a produção de células de sangue brancas. De forma controlada, é usada como um tônico uterino nas últimas semanas de gravidez para facilitar o trabalho de parto. Em forma de chá das raízes, é utilizada no tratamento de doenças que afetam o sistema respiratório, como asma, bronquite e tosse.

História e Curiosidades da Arália:

A arália é nativa regiões central e leste da América Central. Possui baixa estatura e floresce no verão. Seu caule é reto e possui uma tonalidade que pode variar entre o verde escuro e o roxo. As folhas possuem o formato de coração e são bem grandes podendo chegar a quase 20 centímetros de comprimento. A sua altura média é de 1,5 metros, podendo atingir até 2 metros. Possui belas flores pequenas com coloração branco-esverdeada.

Modo de Uso da Arália:

A arália pode ser usada de formas diversas formas. Veja os principais métodos de utilização.

Chá de Arália:

Para preparar o chá desta planta são necessárias 15 gramas da sua raiz seca e meio litro de água. O chá deve ser tomado cerca de 3 vezes por dia para alcançar os efeitos desejados.

Aralia flor

Compressas de Arália:

De maneira externa, pode ser usada na forma de cataplasma em coceiras, contusões, eczemas, feridas, fraturas, queimaduras, reumatismo e úlceras. É necessário fabricar uma pasta com 15 gramas de raiz da arália com água. A pasta deve ser aplicada com o auxílio de uma gaze.

Extrato de Arália:

O extrato é indicado para o tratamento de doenças reumáticas e lombalgia. Para isso, deve se tomar 40 gotas 3 vezes ao dia com um copo de 200 ml de água.

Contraindicações e Efeitos Colaterais da Arália:

Quando aplicada sobre a pele, pode causar irritações em pessoas muito sensíveis. Não há informações suficientes para determinar sua segurança quando utilizada por gestantes e lactantes.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

Os 15 Benefícios do Óleo de Milho Para Saúde!

Ipê de Jardim – Origem, Benefícios e Como Usar!