Benefícios das Plantas

Eritrina – Origem, Benefícios e Como Usar!

Eritrina – Origem, Benefícios e Como Usar de forma que seja possível usufruir de todos os Benefícios da Eritrina e de suas propriedades que quando usada da forma adequada pode trazer benefícios à saúde do corpo. Além disso, nativa da parte central e Nordeste do Brasil e hoje cresce na região desde São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e na floresta estacional semidecidual da Bacia do Paraná, até Tocantins e Bahia. A árvore nativa é vistosa, tem floração vermelho vivo, grande porte e é comum nas regiões do leste do estado de Minas Gerais.

Eritrina de nome científico Erythrina mulungu é mais comum na região central do Brasil, cresce espontaneamente e possui flores de cor coral alaranjadas e a sua casca possui diversas propriedades, sendo bastante utilizada na preparação de chás.

eritrina beneficios

Também conhecida como árvore-mulungu, mulungu, bico-de-papagaio, corticeira, murungu, muchocho, murungo, totocero, flor-de-coral, árvore-decoral, pau-imortal, mulungu-coral, capa-homem, suiná-suiná, suinã, canivete, muchoc (inglês), dentre outros nomes populares. Inclui os sinônimos botânicos Erythrina crista-galli, Erythrina verna e Corallodendron mulungu. Pertence à família das Leguminosas.

Ela pode ajudar na saúde do corpo graças às propriedades benéficas que proporciona ao organismo quando consumido em forma de chá. Em farmácias e lojas de produtos naturais é possível encontrá-la em forma seca, pronta para o preparo do chá, ou como tintura.

Propriedades da Eritrina:

As propriedades da eritrina incluem a sua ação calmante, antiasmática, analgésica, diurética, expectorante, hipnótica, hipotensiva, narcótica, sedativa, tranquilizante, antidepressiva, hepatoprotetora, hipotensiva, antibacteriana, antiespasmódica, tônica e anti-inflamatória.

Benefícios da Eritrina:

Dentre os Benefícios da Eritrina, ela serve para ajudar no tratamento de estados emocionais como histeria, insônia, neurose, ansiedade, agitação, depressão, ataque de pânico, compulsão, distúrbio de sono; e de doenças como hepatite, esclerose, pressão alta, Cistite, epilepsia, insuficiência urinária, gengivite ou bronquite asmática.

Na fitoterapia, as cápsulas de extrato de Eritrina ou sua tintura são recomendadas para problemas no sistema nervoso que impliquem em agitação, taquicardia, ansiedade.

A constatação do seu bom uso medicinal já pertence à cultura popular de cada local onde há dessa espécie pois, onde ele exista, é usado, e bem, pelos curandeiros locais para problemas semelhantes: problemas do sistema nervoso, problemas cardíacos, problemas hepáticos e seus derivados.

Além dos benefícios já citados, estudos revelam que a casca de Eritrina apresenta grandes quantidades de flavonoides, alcaloides e triterpenos. A erisodina, um dos alcaloides presentes na casca da planta, bloqueia os receptores de nicotina, e consequentemente, o chá da planta passou a ser utilizado como um tratamento natural na luta contra o tabagismo.

Usos da Eritrina:

Usada na medicina popular, sua casca é adstringente em banhos de acento e em banhos de vapor, no combate ás dores nos ossos. O decoto da casca é usado para acalmar o sistema nervoso. Também usado em forma de compressa em cortes e contusões. Usado para controlar a pressão arterial e como purgativo nos casos de prisão de ventre.

Como Preparar o Chá de Eritrina:

Para preparar o chá de Eritrina, adicione 4g das cascas da planta a uma xícara de água fervente. Deixe ferver por 15 minutos e tome o chá ainda morno, de preferência três vezes ao dia. Evite tomar por mais de três dias seguidos para não causar sonolência.

Os cuidados estendem-se a gestantes, menores de 15 anos, pessoas que já tenham pressão arterial baixa ou em tratamentos de Hipertensão ou consumir sob a orientação de um profissional de sua confiança.

eritrina

Efeitos Colaterais da Eritrina:

É muito importante que você procure um fitoterapeuta antes de usar o chá de eritrina, pois o chá de casca ou folhas esta planta pode causar paralisia grave dos músculos e deve ser tomado com extrema cautela e dosagem restrita (de 4gr de casca seca para cada xícara de água fervente).

As precauções, além das gestantes, referem-se a pessoas que já tenham pressão arterial baixa, ou façam uso de remédios para Hipertensão, já que o chá realmente diminui a pressão arterial!

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.