Benefícios das Plantas

Cimicífuga – Origem, Benefícios e Como Usar!

Por Alan Costa, em

Cimicífuga – Origem, Benefícios e Como Usar de forma correta. Além disso, a Cimicífuga possui ricas propriedades que beneficiam e favorecem a saúde do corpo humana. Algumas plantas possuem determinadas características que lhe conferem o poder de serem consideradas especiais para a saúde das mulheres. Esse é o caso da Cimicífuga ou erva-de-são-cristóvão, muito útil no tratamento da menopausa e dos sintomas que acompanham essa fase da mulher, bem como outras doenças que atacam o organismo feminino.

A Cimicífuga é uma planta herbácea, perene, nativa da América do Norte, onde cresce livremente nas sombras de florestas fechadas, principalmente no Canadá e Estados Unidos. Possui folhas largas e verdes próximo à sua base, e longos caules com inflorescência de cor branca no seu topo.

As folhas apresentam bordas dentadas e atingem entre 25 a 60 cm de altura enquanto o caule com as flores pode atingir mais de 2 m. A Cimicífuga preta tem sabor amarga, picante, doce, fresca. Atua nos seguintes meridianos: fígado, baço, pulmão, coração, intestino grosso. Tem ação anti-inflamatória, antiespasmódica, antitussígena, diurética, emenagoga, hipotensiva, sedativa.

Origem da Cimicífuga:

A Cimicífuga foi introduzida na comunidade médica em 1844 pelo Dr. John King, quando prescrito para distúrbios nervosos e reumatismo. Ao longo do século 19 médicos ecléticos comumente prescreviam a erva para uma série de doenças femininas, como cólicas menstruais, infertilidade, após o nascimento, e aumento da produção de leite materno.

Hoje ela é comumente usada para ajudar a aliviar os sintomas da menopausa. A  Cimicífuga contém uma série de componentes químicos que contribuem para o seu mecanismo de ação e benefícios a saúde.

As raízes e rizomas da Cimicífuga contém triterpenóides e cimicifugoside. Eles também contêm os derivados de ácido cinâmico, como o ácido ferúlico e ácido isoferúlico, entre outros. Esta erva também pode conter formononetina, que é uma isoflavona estrogénica.

Cimicífuga pode ter efeitos estrogênicos e têm um efeito supressor sobre o hormônio luteinizante em seu corpo. Ela pode ajudar a melhorar a circulação sanguínea e dilatar os vasos sanguíneos, reduzindo assim a sua pressão arterial. Além disso, pode ter efeitos anti-inflamatórios e analgésicos, bem como ajudar a reduzir a febre.

Propriedades da Cimicífuga:

De acordo com a medicina chinesa tradicional, a Cimicífuga possui propriedades analgésica, antipirética e anti-inflamatória. Já na Europa é conhecida pelo poder antiespasmódico, anódino, sedativo e pela ação tônica uterina e preparadora de parto. Além disso tudo, a planta ainda é hipoglicemiante, hipotensora, diaforética e equilibradora de hormônios femininos, como o estrogênio. Então, confira os Benefícios da Cimicífuga Para Saúde:

Benefícios da Cimicífuga Para Saúde:

  • Por conter isoflavona, chamada formononetina, a raiz da Cimicífuga é usada, pois essa substância atua de forma similar a esse hormônio feminino. Então se a mulher deseja tratar ou evitar o surgimento de suores noturnos, ondas de calor frequentes, secura vaginal e da pele, dores de cabeça e nas costas, assim como vertigens, irritação nervosa e insônia, a dica é fazer uso dos produtos feitos à base dessa planta;
  • A Cimicífuga ajuda no tratamento da artrite e osteoartrite devido ás suas propriedades que reduzem a inflamação;
  • Com todas essas propriedades, a Cimicífuga é aliada da saúde do corpo humano e ajuda a melhorar a circulação sanguínea;
  • Atua na recuperação mental e emocional de pacientes, consegue restabelecer e recuperar as funções do sistema respiratório e ainda é capaz de tratar problemas que afetam os sistemas muscular e esquelético;
  • Trata sintomas da menopausa e TPM;
  • Promove o equilíbrio hormonal;
  • Combate calores, depressão, insônia, cólicas, dor de cabeça e nas costas, secura vaginal e da pele, irritação nervosa e vertigens;
  • Possui ação anti-inflamatória e hipotensora;
  • Cuida do reumatismo muscular e da artrite reumatoide.

Como Usar a Cimicífuga:

Antes de fazer uso desta planta, seu médico deverá ser consultado, pois a menopausa é uma alteração relevante no corpo da mulher e merece total atenção. Assim, quando estiver sentindo alguns desses sintomas, procure imediatamente um profissional especializado e tente converter os sintomas antes que surjam as complicações.

A Cimicífuga é encontrada na forma de tintura, extrato líquido, cápsulas e mais raramente a raiz seca, cortada ou em pó, para ser tomada em deccoção, combinada com a sálvia e a mil-folhas, que reforçam a sua ação.

Outro aspecto que deve ser do conhecimento de todos, é que a Cimicífuga é contraindicada para pessoas que já apresentaram algum transtorno hepático ou para as mulheres durante a gravidez e no período de amamentação.

Principais Combinações da Cimicífuga:

  • Combine com a Cimicífuga azul para o tratamento de várias desordens menstruais, incluindo amenorreia e dismenorreia, assim como para partos difíceis e na preparação para o parto.
  • Combine com a agripalma e licopus para o impedimento do peito, com o objetivo de tratar a estase do sangue. Essa combinação pode ser adicionada a uma fórmula maior, destinada a tratar a dor no peito decorrente de vacuidade ou da repleção. Entretanto, é importante lembrar que quase todas as dores no peito apresentam um padrão subjacente de vacuidade.
  • Combine com marmelo chinês para quadros de dor espasmódica na parte inferior das costas ou nas extremidades.
  • Combine com agnocasto, tiririca e botões de rosa para dor menstrual vaga e constante, dor nos flancos e sensibilidade nos seios.
  • Combine com angélica duhuo e cardo-penteador bravo para a dor crônica na parte inferior das costas ou outras síndromes de impedimento, acompanhadas de dor e padrões de vacuidade decorrente do frio-umidade.
  • Combine com raiz de dan-shen e noto-ginseng para o impedimento do peito, acompanhado de irregularidades cardíacas, palpitações e dor.
  • Precauções: Use a Cimicífuga preta com cautela durante a gravidez, em particular durante o primeiro trimestre. Uma dose excessiva dessa erva poderá causar dor vaga na região frontal da cabeça.

Efeitos Colaterais da Cimicífuga:

O Cimicífuga é um ótima alternativa na terapia de reposição hormonal para mulheres e uma das principais vantagens do seu consumo é a menor incidência de efeitos colaterais, quando comparado com outros medicamentos.

É contra indicado para pessoas com transtorno hepático, mulheres durante a gravidez e no período de amamentação. Fora esses casos, qualquer pessoa pode fazer uso desse medicamento natural, sem abusar do tratamento.

Em doses elevadas pode provocar perturbações leves no trato gastrointestinal, como náusea e dores abdominais, assim como bradisfigmia (lentidão da pulsação), tonturas, vômitos, dores de cabeça e transtornos visuais e nervosos.

Contraindicações da Cimicífuga:

O uso desse tratamento é contraindicado para mulheres que estão grávidas ou em período de amamentação. Além disso, não é indicada para quem já teve algum transtorno hepático no passado.

Fora esses casos, qualquer pessoa pode fazer uso desse medicamento natural. Outra dica importante é saber usar a Cimicífuga, sem abusar de tratamentos longos e sempre procurando o auxílio médico quando sentir que algo no corpo não está trabalhando da forma correta.

Sair da versão mobile