Benefícios das Plantas

Quina – Benefícios, Receita e Contraindicações

Por Alan Costa, em 10/04/2018 (atualizado em 30/10/2019)

Provavelmente você não conhece a Quina, mas seus benefícios são tão abundantes que merecem um destaque. Além disso, a Quina (Cinchona calisaya) é uma planta medicinal também conhecida como quina-amarela, quinina, cinchona, cinchona-peruana, cinchona-amarela, casca-peruana, casca-vermelha, casca-de-cinchona, pó-dos-Jesuítas, raiz-dos-Jesuítas e calisaya. Pertence a família Rubiaceae e é repleta de nutrientes importantes para a nossa saúde.

A quinina – um pó branco, inodoro e de sabor amargo – é uma substância utilizada no tratamento de malária e arritmias cardíacas. O composto presente na Quina responsável pela tratamento de arritmia cardíaca é a quinidina, que se tornou uma das bases de medicações padrões anti-arrítmicas.

A Quina é um ótimo febrífugo, tônico e adstringente. É muito útil para o tratamento da gripe e debilidade. A Quina é útil para auxiliar no tratamento e cura do alcoolismo. A casca da Quina é esponjosa, de odor leve, sabor amargo e fortemente adstringente. Então confira agora os Benefícios da Quina Para Saúde:

Benefícios da Quina

O seu principal composto químico é a quinidina, encontrada em todas as espécies da família Rubiaceae. Há muitos séculos a planta tem sido usada para tratamento de malária, febre, indigestão, doenças da boca e da garganta, além de câncer.

Seu uso formal, no entanto, foi estabelecido em meados do século XIX, época em que os ingleses começaram a cultivá-la para garantir que não entraria em extinção, uma vez que corria risco graças à colheita predatória.

Suas partes utilizadas são as folhas, cascas da raiz, dos ramos e do tronco, e possui propriedades febrífugas, antimaláricas, tonificante, adstringente e cicatrizante. É ainda estimulante das funções intestinais, gástricas e hepáticas.

Para problemas urinários, faça uma infusão com as folhas. O sumo delas é eficaz contra prisão e dores de ventre e a infusão feita com as folhas e a casca é eficaz no tratamento de febre, dores de dente, sarampo, malária, fadiga geral, diarreia, disenteria, dor de garganta, além da prevenção de gripes, resfriados, palpitações no coração, hemorroidas e, ainda, é um excelente estimulante do apetite.

Receita Chá de Quina

Para preparar o chá de Quina, acrescente duas colheres (sopa) em um litro de água. Deixe cozinhar por cerca de 10 minutos a partir do momento em que se inicia a ebulição. Após esse tempo, retire do fogo e deixe descansar, tampado, por 10 minutos. Coe e está pronto para o consumo. É indicado tomar duas a três xícaras ao dia.

Contraindicações da Quina

O seu uso é contraindicado em caso de gravidez por conter agentes abortivos. A quinina, presente na erva, é excretada no leite materno, mas as quantidades foram levadas como insignificantes quando consumidas pelo bebê.

Altas doses dessa mesma substância podem causar a estimulação uterina em mulheres grávidas, e a surdez e hipoplasia do nervo ótico em crianças. O consumo desta erva concomitante a outros remédios deve ser acompanhado por um médico, pois ela contém substâncias reagentes com determinados princípios de outros medicamentos.

Sair da versão mobile